Este site usa Javascript.
Portal do Governo Brasileiro

Reunida em Hortolândia (SP), Câmara Temática discute Sistema Nacional de Educação


Terça-feira, 22 de setembro de 2015

hortolandia sp sneUm dia após a divulgação pelo MEC (Ministério da Educação) da proposta de Base Nacional Comum Curricular, secretários de Educação da Região Metropolitana de Campinas (RMC), reunidos em Hortolândia, nessa quinta-feira (17/09), ressaltaram a importância de o governo federal lançar o documento que instituirá currículo único nacional para as escolas de ensino básico do país. Destacaram também a necessidade de participação ativa de todos os municípios a fim de aprimorar o texto base.

O encontro mensal da Câmara Temática da Educação reuniu, no auditório da Escola Municipal de Ensino Fundamental Prof.ª Marleciene Priscila P. Bonfim, no Remanso Campineiro, membros de nove dos 20 integrantes da região, além de representantes da Secretaria de Estado da Educação,  Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Agência Metropolitana de Campinas (AgemCampe) e Fundação Municipal para Educação Comunitária/Centro de Educação Profissional de Campinas "Prefeito Antonio da Costa Santos" (Fumec/Ceprocamp).

Na pauta, também estiveram outros temas importantes para o segmento: a instituição do Sistema Nacional de Educação (SNE); ações, neste primeiro ano, para implantar os Planos Municipais de Educação (PMEs); bem como a realização do Fórum Internacional da Educação da RMC, previsto para outubro deste ano.

Segundo a coordenadora da Câmara Temática e secretária de Educação de Nova Odessa, Claudicir Brazilino Picolo, 19 municípios da região já contam com PME aprovado e em fase de implantação.

"Este primeiro ano de implementação dos planos municipais de educação é de grande importância. Precisamos acompanhar o cronograma disponível no site do ministério, que prevê etapas relevantes de participação dos municípios, bem como ler com atenção do texto que trata da criação do Sistema Nacional de Educação", afirmou.

Para Claudicir, as reuniões regulares da Câmara são importantes para que se discutam coletivamente desafios e soluções encontradas individualmente. "Cada município tem uma condição diferente, mas participa de uma mesma região metropolitana, onde a problemática é semelhante e se reflete na educação, sejam problemas de transporte, merenda, falta de vagas, organização das escolas. Quando decidimos de modo coletivo acabamos por homogeneizar a educação oferecida, o que favorece toda a região metropolitana", avalia a coordenadora.

Para a secretária de Educação de Hortolândia, Cleudice Baldo Meira, "a parceria entre os municípios é muito importante, tanto para a discussão de problemas que afetam a todos, quanto para a busca de soluções. Quando há troca de informação, a percepção destes aspectos em comum é mais clara, assim como dos meios para solucionar as dificuldades", explica.

"Hoje, falamos sobre novas exigências legais e muitas ações que o município deverá efetivar para dar conta da gestão da Educação, dentre elas a implementação do Sistema Nacional e dos sistemas municipais. Neste fórum, apresentamos algumas dificuldades e procuramos caminhos para solucioná-las", afirmou.

Após a recepção dos participantes, houve apresentação do grupo " Madeira Brasil", integrante do Centro de Educação Musical Municipal de Hortolândia, órgão da Secretaria de Cultura de Hortolândia.

 

Fonte: Prefeitura de Hortolândia com adaptações

© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal